Enriquecimento ambiental: o que é e quais benefícios.

 O bem-estar social nunca foi tão debatido como atualmente. E para os animais não está sendo diferente; visto que, eles também estão expostos ao estres. Principalmente quando, estes animais estão presos. Por isso, proporcionar a eles uma saúde física e psicológica adequada é essencial para exibam comportamento mais próximo possível, do comportamento que teriam se eles estivessem soltos. Portanto, é muito importante que se faça o enriquecimento ambiental. Mas, o que é “enriquecimento ambiental?

 Enriquecimento ambiental, é a introdução de estímulos cognitivos, sociais, estruturais, alimentares e sensoriais. Afim, de melhorar a qualidade de vida de animais em cativeiro. Essa técnica é bem difundida entre pessoas que possuem cães em apartamento; onde, esses animais ficam confinados. E como, um apartamento é um ambiente muito pobre, com baixo estímulo.

 O animal devida a rotina, começa a desenvolver comportamentos anormais, como: comer chinelos, fazer xixi em local inadequado, ficam agressivos, começam a morder o próprio corpo, desenvolvem depressão, ficam apáticos… então, para mitigar esse problema faz-se o enriquecimento ambiental, que é: introduzir brinquedos que podem estar recheados de ração, espalhar brinquedos pela casa, enfim, uma infinidade de coisas que podem ser realizadas.

 No zoológico essa metodologia também pode ser utilizada, e já é bem difundida entre os zoológicos brasileiros e internacionais. Sendo que o país pioneiro, que se tem registro, foi os Estados Unidos da América. Contudo, em um zoológico, antes de introduzir estímulos; deve ser feito um estudo da espécie comtemplada, para que se evite erro de introdução de estímulos e consequentemente efeito contrário do tratamento.

 Nos zoológicos, como estamos falando de espécies silvestres, os estímulos consistem em trazer um pouco de floresta para dentro dos recintos, visto que esses nem sempre são adequados. Ou são pequenos demais, promovem o isolamento social entre espécies, o constante fluxo de pessoas causa uma irritabilidade, a comida é oferecida de modo monótono e de cardápio pouco variado…

 E para minimizar esse ambiente extremamente estressante e desestimulante; são tomadas medidas similares as medidas tomadas com animais domésticos. A comida é oferecida de maneira mais natural possível, como por exemplo frutas colocadas em árvores para que o animal tenha que buscá-la. Além disso, podem ser colocados desafios dentro do recinto, adição de cordas penduradas, colocar galhos de árvores verdes ou secos dependendo da finalidade. São infinitas as formas de se tornar um local amplamente sem graça em um local super estimulante.

 Portanto, medidas como essas, ajudam no manejo animal, tanto silvestres, como domésticos; diminuem riscos de saúde e são propícios para uma cópula saudável e consequente uma reprodução em larga escala. É uma maneira tão eficaz de promover o bem-estar animal, que também é utilizado em criadores de carne bovina, suína e aviária.

Referências bibliográficas

 AMR de Almeida, TCC Margarido, ELA monteiro filho. Influência do enriquecimento ambiental no comportamento de primatas do gênero Ateles em cativeiro .Capa, v. 11, n. 2 (2008). Revista unupar.com.br. Disponível em: <https://www.revistas.unipar.br/index.php/veterinaria/article/view/2564&gt;.Acesso 27 de fev. de 2021.

 CS Pizzutto, M Sgai, M Guimarães. O enriquecimento ambiental como ferramenta para melhorar a reprodução e o bem-estar de animais cativos – Revista Brasileira de Reprodução animal, Belo Horizonte, v.33, n.3, p.129-138, jul./set., 2009 – cbra.org.br. Disponível em: http://www.cbra.org.br. Acesso em: 27 de fev. de 2021.

LCF Garcia, FEM Bernal. Enriquecimento ambiental e bem-estar de animais de zoológicos Ciência Animal. Ciência Animal, 25(1), 2015 Palestra apresentada no III Congresso Estudantil de Medicina Veterinária da UECE, Fortaleza, CE, Brasil, 08 a 12 de junho de 2015 – uece.br. Disponível em: <http://www.uece.br/cienciaanimal/dmdocuments/palestra04_p46_52.pdf&gt;.Acesso em: 27 de fev. de 2021.

 CS Azevedo, L Barçante. Enriquecimento ambiental em zoológicos: em busca do bem-estar animal. v. 19 n. 2 (2018): Revista Brasileira de Zoociências – Etologia Aplicada e Bem-estar Animal, 2018 – periodicos.ufjf.br. Disponível em : < https://periodicos.ufjf.br/index.php/zoociencias/article/view/24708>.Acesso em: 27 de fev. de 2021. DOI: https://doi.org/10.34019/2596-3325.2018.v19.24708.

 FIGUEIREDO-DOURADO, Solano Savio et al . Efeito do enriquecimento ambiental associado ou não a atividade física nas funções nociceptivas e motoras em um modelo animal de fibromialgia. BrJP,  São Paulo ,  v. 3, n. 2, p. 99-104,  Mar.  2020 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2595-31922020000200099&lng=en&nrm=iso&gt;. access on  27  Feb.  2021.  Epub May 15, 2020.  https://doi.org/10.5935/2595-0118.20200022.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: